Pular para o conteúdo

Alunos da rede pública recebem material sobre educação fiscal

Marinha Soares | Sefaz/MT

Marinha Soares/Sefaz-MT
A | A

Cumprindo com um dos principais objetivos do Programa Cidadania Fiscal de Mato Grosso, de inserir a educação fiscal no planejamento escolar, a equipe da Gerência de Promoção da Educação e Cidadania Fiscal (GPCF), da Secretaria de Fazenda (Sefaz), visitou esta semana a Escola Estadual José Fragelli, instalada na Arena Pantanal. Na ocasião, foram entregues materiais de divulgação e jogos educativos sobre o Programa.

O gerente de Promoção da Educação e Cidadania Fiscal, José Humberto Oliveira de Holanda, explica que foram escolhidos três projetos de cidadania para serem desenvolvidos junto aos alunos do ensino médio, em Mato Grosso. A atividade é realizada por meio dos professores que concluíram o curso de Disseminadores da Educação Fiscal (DEF) em 2017.

Edileia Pedroso é uma das professoras que solicitaram à Sefaz o material para disseminar o conteúdo junto aos seus alunos. Ela acredita que o tema é muito importante para que os estudantes tenham a oportunidade de conhecer a importância da educação fiscal como parte de seus direitos como cidadão.

“Na disciplina que ensino já trabalho a cidadania. Acredito que o tema é pertinente tanto para as crianças e adolescentes, quanto para os adultos, e nossos alunos poderão levar este conhecimento aos seus pais e responsáveis. Com este material que estamos recebendo poderemos disseminar melhor a educação fiscal, ensiná-los a compreender melhor um cupom fiscal, os impostos que estão sendo recolhidos em cada compra e a importância de acompanhar sua aplicação”, afirma a professora.

Humberto de Holanda ficou muito satisfeito com a oportunidade de inserir a educação fiscal em atividades de uma escola estadual, investindo no conhecimento dos futuros cidadãos contribuintes. “Este é o objetivo maior do Programa Cidadania Fiscal de Mato Grosso, levar o entendimento aos cidadãos sobre a importância e a função social que tem o pagamento dos tributos, assim como a necessidade das pessoas acompanharem, através dos canais de divulgação e transparência fiscal, onde estão sendo gastos e investidos os seus tributos e quanto mais jovem este cidadão, melhor o aprendizado”.

Dentre os materiais entregue aos alunos estão cartilhas, gibis e passatempos com informações sobre a gestão dos recursos públicos, abordadas com uma linguagem lúdica e acessível a idade dos estudantes.